#transvivo

“Você me olha e vê as roupas que me cobrem
mas me define pelo que se esconde”

“Quem sou eu?” é a pergunta que abre #transvivo, primeiro livro de Juca Xavier, pela coleção de poesia Palavra Crua. #transvivo reúne poemas escritos entre 2014 e 2017, período em que o autor enfrentava a crise de identidade durante a qual começaria a entender a figura masculina que se desenhava em seu espelho. Abordando temas como a disforia, as relações familiares, a relação com a T (Testosterona), o amor e o sexo, Juca nos convida a embarcar em uma viagem cheia de reticências e sem pontos finais, em que a escrita é um processo de reencontro com o próprio corpo.

R$ 25,00

Em breve à venda na Amazon.

 

Hoje eu tô disfórica

O corpo que tá aqui hoje
é o mesmo que tava aqui ontem
“NÃO”
grita algo na minha cabeça
por que não?
Quem tá aqui hoje?
confuso
pequeno
sujo
Quem tava aqui ontem?
seguro
inteiro
sorriso
Hoje eu tô disfórica
Hoje eu mataria por um abraço
pra cair dele aos prantos
Hoje eu suicidaria por um afago
pra negar o que quero tanto
Hoje eu enlouqueceria por aquela colher
pra repelir o que não sei receber
Hoje eu tô disfórica
palavra mais anaeróbica
é bactéria? Isso pega?
Pega
não pega
pega
não pega
encosta
lampeja
xinga e gagueja
Socorro!
Me abraça
Me solta
Me amassa
Me assa
Calor! Amor! Horror!
Não olha
Olha
Hoje eu tô disfórica
Hoje eu tô disfórica